Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Você conhece o programa brasileiro de certificação em responsabilidade social? E o fórum governamental de responsabilidade social?

Notícias

Você conhece o programa brasileiro de certificação em responsabilidade social? E o fórum governamental de responsabilidade social?

Iniciativa INMETRO

Programa brasileiro de responsabilidade social.jpg

O Programa Brasileiro de Certificação em Responsabilidade Social (PBCRS) é um processo voluntário no qual, a organização busca demonstrar aos seus clientes e à sociedade, por meio de uma avaliação de terceira parte, que seu sistema de gestão atende aos princípios da responsabilidade social.

Na estrutura geral do PBCRS estão incluídos a gestão do Programa, o acreditação de certificadoras e a normalização.

Diagrama PBCRS.png

O Inmetro, por meio da Diretoria de Avaliação da Conformidade, é responsável pela gestão do Programa e pela definição dos requisitos de certificação, que estabelece a forma da avaliação. A ABNT, fórum nacional de normalização, é responsável por coordenar a elaboração das normas técnicas que definem os requisitos que a organização deve atender. O Inmetro, por meio da Coordenação Geral de Acreditação, é responsável, também, pela acreditação das certificadoras que conduzem e concedem a certificação no Programa. Na gestão do Programa e na normalização, há a participação de partes interessadas, de diversos segmentos da sociedade, nas ações da Comissão Técnica do Inmetro e da Comissão de Estudos Especiais na ABNT, vinculadas ao PBCRS.

A principal referência normativa do Programa é a norma ABNT NBR 16001, Responsabilidade Social - Sistema de gestão - Requisitos. Esta norma brasileira, revisada em 2012, teve como base a ISO 26000 - Diretrizes sobre Responsabilidade Social. A norma estabelece o quê a organização deve fazer, quais os requisitos deve cumprir.

Na avaliação do Sistema de Gestão da Responsabilidade Social da organização, todas as etapas do processo de certificação são conduzidas por Organismo de Certificação de Sistema da Gestão da Responsabilidade Social (OCR), acreditado pelo Inmetro, que avalia a competência destas certificadoras em realizar as atividades de avaliação previstas neste Programa.

O Inmetro, portanto, define procedimentos de certificação e realiza a acreditação de organismos de certificação, que por sua vez realizam auditorias nas organizações e emitem o certificado para aquelas que estejam cumprindo os requisitos estabelecidos na norma. Este certificado leva também a marca do Inmetro.

A certificação no SGRS, com base na ABNT NBR 16001 envolve as três principais dimensões da sustentabilidade: econômica, social e ambiental. Por Responsabilidade Social entende-se:

"a responsabilidade de uma organização pelos impactos de suas decisões e atividades na sociedade e no meio ambiente, por meio de um comportamento ético e transparente que:

    • contribua para o desenvolvimento sustentável, inclusive a saúde e o bem estar da sociedade;
    • leve em consideração as expectativas das partes interessadas;
    • esteja em conformidade com a legislação aplicável;
    • seja consistente com as normas internacionais de comportamento e
    • esteja integrada em toda a organização e seja praticada em suas relações

A Norma estabelece 07 princípios os quais as organizações devem seguir visando a um comportamento socialmente responsável. São eles: accountability ou responsabilização; transparência; comportamento ético; respeito pelos interesses das partes interessadas; respeito pelo estado de direito; respeito pelas normas internacionais de comportamento; respeito aos direitos humanos.

As organizações devem também tratar de 07 temas considerados centrais da Responsabilidade Social, quais sejam: governança organizacional, direitos humanos, práticas de trabalho, meio ambiente, práticas leais de operação, questões relativas ao consumidor e envolvimento e desenvolvimento da comunidade.

O PBCRS tem sido um mecanismo efetivo para a melhoria de desempenho das organizações certificadas. Ao internalizar os princípios e abordar os temas centrais e integrar a responsabilidade social em suas decisões e atividades, uma organização pode obter alguns benefícios importantes, tais como:

  • Estímulo a um processo decisório com decisões fundamentadas e baseadas em uma melhor compreensão das expectativas da sociedade, das oportunidades associadas à Responsabilidade Social (inclusive um melhor controle dos riscos legais) e dos riscos de não ser socialmente responsável;
  • Melhoria das práticas de gestão de risco da organização;
  • Melhoria da reputação da organização e promoção de uma maior confiança por parte do público;
  • Suporte à licença de operação de uma organização;
  • Geração de inovação;
  • Melhoria da competitividade da organização, incluindo acesso a financiamento e status de parceiro preferencial;
  • Melhoria do relacionamento da organização com as suas partes interessadas, dessa forma expondo a organização a novas perspectivas e ao contato com diferentes partes interessadas;
  • Aumento da fidelidade, do envolvimento, da participação e da moral dos empregados;
  • Melhoria da saúde e segurança dos trabalhadores de ambos os sexos;
  • Impacto positivo na capacidade da organização de recrutar, motivar e reter seus empregados;
  • Economia resultante do aumento de produtividade e eficiência no uso dos recursos, redução no consumo de energia e água, redução do desperdício e recuperação de subprodutos valiosos;
  • Maior confiabilidade e equidade das transações por meio de envolvimento político responsável, concorrência leal e combate à corrupção;
  • Prevenção ou redução de possíveis conflitos com consumidores referentes a produtos ou serviços.

Para saber mais, clique aqui. Ou, entre em contato com:

 Fórum Governamental de Responsabilidade Social.png

O Fórum Governamental de Responsabilidade Social foi criado em 29 de abril de 2010 e tem o objetivo de ser um espaço permanente de discussão e proposição de questões e iniciativas relativas à Responsabilidade Social. A proposta do Fórum é ser um espaço de articulação para toda a esfera governamental, a fim de compartilhar experiências, visões e somar esforços no sentido de promover, facilitar e fortalecer a mobilização social e governamental para ações de responsabilidade social, apoiando e propondo ações voltadas para a consciência da cidadania, dos direitos humanos e para a proteção do meio ambiente.

O Fórum foi proposto a partir da participação do Inmetro e do CSJT (Conselho Superior da Justiça do Trabalho) como delegados do Grupo de Trabalho da ISO 26000, uma vez que  tinham como parte de suas atribuições  articular a categoria Governo no Brasil para o tema e disseminar e promover o diálogo sobre o conteúdo da norma técnica que estava em fase de elaboração, que foi publicada em 2010.

São objetivos específicos do Fórum:

I. Promover o debate sobre a responsabilidade social nas organizações e divulgar a legislação, as normas e as iniciativas pertinentes;

II. Desenvolver e acompanhar estudos, projetos e ações de responsabilidade social;

III. Propor, estimular e promover a expansão e o aprimoramento das ações de Responsabilidade Social nas organizações;

IV. Promover a convergência e a colaboração entre seus membros para disseminação de princípios, estudos, projetos e ações de Responsabilidade Social;

V. Formular e encaminhar propostas de políticas, programas e projetos de responsabilidade social que contribuam para a efetividade dos direitos da cidadania, a proteção ao meio ambiente e aos direitos humanos.

O FGRS tem coordenação compartilhada dos três poderes.

Caso tenha interesse em participar do Fórum envie e-mail para:

registrado em: